BLOG

Outubro Rosa alerta para o Câncer de Mama

O mês é de alerta para a população, sobre os fatores de risco, sintomas e rastreamento adequado

08/10/2018

O Câncer de Mama é o tumor maligno mais comum em mulheres, após os tumores de pele. De acordo com o Oncologista Clínico, do Centro de Tratamento do Aparelho Digestivo (CITRADI), Dr. Pedro Lourega, a incidência vem aumentando, atingindo até 30% no Rio Grande do Sul, devido principalmente, aos hábitos de vida nocivos.

O profissional destaca ainda que os principais fatores de riscos são: história familiar, sedentarismo, tabagismo, consumo em excesso de carnes vermelhas e obesidade. Além disso, alterações genéticas, como mutações nos genes conhecidos como BRCA1-2, podem estar implicadas na origem do mesmo.

Para detectar precocemente a doença, o principal exame de rastreamento é a mamografia. O procedimento é indicado para mulheres acima de 40 anos e deve ser realizado idealmente combinado a uma ecografia das mamas. Dr. Pedro Lourega salienta a importância da prática do autoexame nas mamas. "Ao realizar mensalmente, a própria mulher irá notar alterações no mamilo, como a presença de área endurecida e o aumento de ínguas nas axilas, além de nódulos na mama". Inchaços, dor, vermelhidão e secreção também são alguns dos sinais de alerta.

Em recentes eventos destinados ao Câncer de Mama, nos quais o Oncologista participou, destacam-se alguns pontos relevantes: aprovação de novas drogas alvo, liberação do uso de algumas estratégias, inclusive no SUS e combinações de estratégias de quimioterapia e bloqueio hormonal. Todas agregando benefício clínico aos pacientes com o câncer.
Outubro Rosa alerta para o Câncer de Mama

Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades!